• (42) 3025-7251
  • contato@erickluiz.com.br

Category Archive Ações

GAMESTOP alta de 1900% - O que está por traz dessa valorização.

GAMESTOP alta de 1900% – O que está por traz dessa valorização.

Um mil novecentos e dez por cento em menos de 1 mês?

Parece até promessa de pirâmide não é mesmo, masss aconteceu…

gamestop

A tradicional rede de lojas de jogos de videogame, GameStop, se tornou notícia nos últimos dias e foi destaque no mercado financeiro pelo fato de suas ações terem tido uma valorização de mais de 1.900% em menos de 1 mês.

gamestop grafico

Seu valor de mercado que até final de 2020 era por volta de 1,3 bilhões de dólares, já ultrapassa 24 bilhões até a data desse vídeo.

Agora se você acha que toda essa alta é atribuída ao bom desempenho da empresa, muito pelo contrário. A GameStop é considerada uma empresa obsoleta devido ao fato dos consoles estarem migrando para mídias digitais.

Apesar da GameStop ser uma tradicional rede de lojas, fundada em 1996, as suas receitas vêm caindo ano após ano, devido sobretudo a essa mudança do mercado.

E para piorar a pandemia intensificou o que já estava ruim, afinal com as pessoas em casa as vendas on-line explodiram.

Inclusive, em setembro do ano passado, a GameStop anunciou que planejava fechar entre 400 e 450 lojas ao redor do mundo.

Mas então o que aconteceu com a GameStop para ela ter tido toda essa valorização?

Para explicar a confusão que rolou com a GameStop, eu preciso te explicar o que é operar vendido.

Quando um investidor acredita que uma ação vai cair, ele pode fazer um empréstimo dessa ação para então vende-la para algum investidor que esteja interessado e compra-la mais barato para devolve-la para o seu dono original.

A diferença entre o valor por quanto ele vendeu e por quanto ele recomprou é o lucro da operação e ao investidor que cedeu o ativo é pago um aluguel.

Se a ação ao invés de cair, subir e o prazo da operação acabar ou mesmo o investidor encerrar a operação por conta de algum controle de risco, ele terá tido prejuízo ao invés de lucro.

No caso da GameStop, como havia um consenso entre boa parte dos investidores que a ação iria cair, todas as ações disponíveis para empréstimo estavam alugadas para esse tipo de operação.

reddit

O que ninguém esperava, era que os usuários do fórum on-line Reddit conseguissem mudar a trajetória dessas ações. Em uma ação orquestrada, mais precisamente pela comunidade localizada dentro do Reddit chamada wallstreetbets, voltada para o mercado financeiro.

wallstreetbets

Os integrantes dela decidiram comprar as ações da GameStop e desafiar os analistas e grandes investidores de Wall Street.

Só para você ter uma ideia, essa comunidade possui hoje 2,9 milhões de usuários.

Com o grande volume de compras das ações da GameStop e com a escassez de papeis no mercado, as ações da companhia passaram a se valorizar e muitos dos investidores que apostavam na queda tiveram que zerar suas posições assumindo o prejuízo.

Esse movimento se chama Short Squeeze.

Além de investidores e analistas posicionados na venda, estavam também muitos fundos de investimentos que além de operações com venda a descoberto tinham operações com opções de venda lançadas, fazendo as suas perdas se multiplicares.

Para os fundos a estimativa até agora gira em torno de perdas na casa dos 6 bilhões de dólares.

elon musk

Outro ponto que acelerou o movimento foi Elon Musk, sim ele mesmo o CEO da Tesla e da SpaceX, publicou em seu Twitter brincando com a situação, um link para a comunidade do wallstreetbets no Reddit.

elon musk

Como Elon Musk possui atualmente 42 milhões de seguidores na rede social, isso ajudou a elevar ainda mais as ações da GameStop para o desespero dos fundos.

Talvez Elon Musk tenha feito isso pelo fato dos mesmos analistas terem apostado contra as ações da Tesla no passado? Talvez né…

No mercado existe o jargão dos chamados investidores sardinhas, que são aqueles pequenos investidores, muitas vezes com pouco conhecimento, que buscam lucros modestos comparados aos grandes investidores, os chamados tubarões.

Nesse caso tem se falado que é uma vitória dos sardinhas contra os tubarões, tem se falado também que eles foram uma espécie de Robin Hood tirando dos grandes investidores que apostavam na falência da empresa e ajudando assim ela a seguir em frente e se salvar.

A verdade é que esse tipo de movimentação tem se popularizado e mostra uma mudança do mercado.

Com mais e mais pessoas entrando devido principalmente a possibilidade de se investir até mesmo por aplicativos de celular e muitas vezes com taxas zero, esse novo tipo usuário com pouca experiência, tem mostrado que suas motivações podem ser diferentes do habitual.

Toda essa euforia levantou o debate a respeito de ter sido ou não manipulação de mercado, sem dúvida a SEC, A CVM americana, terá muito trabalho nos próximos dias para pensar em formas de evitar que esse mesmo movimento possa acontecer com outros papeis.

Por enquanto as principais perdas ficaram para os investidores institucionais, que foram vencidos pelos usuários do Reddit, movimento parecido tem acontecido com outras empresas que estavam à beira da falência e puderam passar a respirar depois da imensa alta de suas ações.

E por falar em Elon Musk, confira o post que eu fiz falando como ele chegou a se tornar a pessoa mais rica do mundo: ELON MUSK É O HOMEM MAIS RICO DO MUNDO – MAIS DE 1 TRILHÃO DE REAIS

5 AÇÕES QUE MAIS PAGARAM DIVIDENDOS EM 2020 (mais de 20%)

5 AÇÕES QUE MAIS PAGARAM DIVIDENDOS EM 2020 (mais de 20%???)

Apesar de toda a turbulência de 2020, algumas empresas se destacaram pelo pagamento de dividendos.

Dando sequência ao nosso especial de final de ano, nesse post eu vou te falar das 5 ações que mais pagaram dividendos no ano de 2020.

Muitos investidores buscam a tão famosa renda extra ou renda passiva. Uma das formas de se obter ela é através de ações de empresas que pagam dividendos.

Em 2020 apesar de toda a crise gerada pela pandemia, algumas empresas se destacaram pelo pagamento de dividendos elevados.

Inclusive se você não viu o primeiro post da série e não sabe do que eu estou falando, eu vou deixar aqui o link: TOP 5 AÇÕES QUE MAIS SE VALORIZARAM EM 2020! (Alta de mais de 200%?)

Ou se não viu o segundo post: 5 AÇÕES QUE MAIS DESVALORIZARAM EM 2020! (Ações mais afetadas pela pandemia?)

Sem mais delongas…. vamos ao nosso ranking.

5º Lugar - BBSE3: BB Seguridade

BB Seguridade

A empresa de seguros pertencente ao Banco do Brasil apresentou um dividend yield de 9,67%.

Foram realizados pela BB Seguridade, pagamentos de proventos em 2 datas diferentes durante o ano de 2020.

BBSE3

Lembrando que amortização não entra em cálculo de dividendo.

Lembrando também que data com é a data limite que o investidor deve estar com a ação para ter direito a receber o provento.

4º Lugar - TAEE11: Taesa

Taesa

Uma das maiores empresas brasileiras de transmissão de energia elétrica, a Taesa apresentou um dividend yield de 9,76%.

Foram realizados pela Taesa ao todo 8 pagamentos de dividendos durante o ano de 2020.

taee11

As empresas de energia elétrica já são conhecidas por distribuírem bons dividendos e de forma constante, sendo assim a Taesa mantém essa tradição sendo a representante do setor em nosso ranking.

3º Lugar - ENAT3: Enauta Participações

Enauta

A empresa do setor de petróleo apresentou um dividend yield de 10,21%

Todo esse provento foi realizado em apenas um pagamento durante o ano de 2020.

ENAT3

2º Lugar - CSMG3: Companhia de Saneamento de Minas Gerais

Copasa

A companhia de saneamento de Minas Gerais apresentou um dividend yield de 17,39%.

As empresas de saneamento são conhecidas pelos bons pagamentos de dividendos e a COPASA foi a representante do setor em nossa lista, durante 2020 ela realizou 5 pagamentos durante o ano.

CSMG3

1º Lugar - ROMI3: Industrias Romi

Romi

A fabricante de maquinas e equipamentos industriais apresentou um dividend yield de 20,46%.

As Indústrias Romi realizaram 4 pagamentos de proventos durante o ano de 2020.

romi3

E esse foi o nosso ranking das empresas que mais pagaram dividendos durante o ano de 2020.

Veja que mesmo em um ano turbulento como esse, algumas empresas continuaram pagando bons proventos oriundos de seus lucros.

Lógico que somente quanto a empresa pagou de dividendo não deve ser visto como um fator decisivo se você irá se tornar um investidor dela ou não, você precisa também analisar os fundamentos da empresa.

Não é porque ela pagou 10% em um ano que significa que ela continuará pagando essa mesma taxa nos anos seguintes.

É importante salientar que nesse vídeo, assim como nos anteriores da série eu utilizei um filtro de liquidez mínima de 1 milhão de reais em negociações diárias.

É importante destacar também que esse post não é uma recomendação de compra e nem de venda.

Recomendação de leitura: Bolsa de valores: O que é e como funciona

Ações mais baratas? O que é DESDOBRAMENTO DE AÇÔES?

5 AÇÕES QUE MAIS DESVALORIZARAM EM 2020! (Ações mais afetadas pela pandemia?)

Se 2020 não foi fácil para muita gente, para algumas empresas da bolsa de valores, não foi diferente!

Dando sequência ao nosso especial de final de ano, nesse vídeo eu vou te falar das 5 ações que mais se desvalorizam em 2020.

Se para os investidores das 5 ações das empresas que mais se valorizaram em 2020 o ano foi muito bom, não podemos dizer o mesmo de quem tinha investido nas ações das 5 que mais se desvalorizaram.

Inclusive se você não viu o primeiro post da série e não sabe do que eu estou falando, eu vou deixar aqui o link: TOP 5 AÇÕES QUE MAIS SE VALORIZARAM EM 2020! (Alta de mais de 200%?)

Sem mais delongas…. vamos ao ranking.

5º Lugar - AMAR3: Lojas Marisa

A varejista de moda feminina apresentou uma desvalorização de cerca de 47,25%.

Muito impactada pelo fechamento de suas lojas durante o loockdown, as Lojas Marisa ainda não conseguiram se recuperar e o valor de suas ações refletiu seu desempenho.

A empresa vem apostando no fortalecimento de seu lado digital, mas ainda sem se refletir em lucros.

4º Lugar - EMBR3: Embraer

A fabricante de aviões brasileira apresentou uma desvalorização de 55,35%.

A Embraer passou por um ano com muita turbulência, primeiro com o encerramento da parceria com a Boeing sem antes mesmo de começar e posteriormente com cancelamentos e adiamentos de contratos devido a pandemia.

A empresa passa por uma reestruturação e prevê a normalização do trafego global somente em 2024.

3º Lugar - CIEL3: Cielo

Apresentando uma desvalorização de cerca de 56,48%.

Além das quedas nas vendas durante a pandemia, a Cielo assiste de camarote a expansão das fintechs e maquininhas de cartão.

A Cielo bem que tentou uma parceria com o Whatsapp para realização de pagamentos e transferias por meio do aplicativo, mas tal parceria foi frustrada com a suspensão imposta pelo Banco Central.

Essa parceria ainda pode acontecer, mas sem data definida por enquanto.

Além disso o pix passou a ser um desafio adicional para a Cielo.

2º Lugar - COGN3: Cogna Educação

Apresentando uma desvalorização de cerca de 60,7%.

A Cogna é a segunda maior empresa de educação do mundo e viu o seu faturamento despencar por conta da pandemia que resultou na paralização das aulas presenciais e além disso na forte queda do programa de financiamento estudantil do governo, o Fies.

Ela pretende lançar um programa de marketplace de educação, porém a sua retomada ainda é incerta.

1º Lugar - IRBR3: IRB Brasil

Apresentando uma queda de cerca de 81,76%.

A resseguradora IRB passou por uma avalanche de problemas durante 2020, com vários problemas de gestão, brigas e escândalos entre ela e a gestora Squadra e até fakenews dizendo que o Warren Buffet estaria investindo nela.

E esse foi o nosso ranking das ações que mais se desvalorizaram em 2020, existe a possibilidade dessas empresas se recuperarem ao longo do tempo?

Existe sim, porém tudo vai depender dos fundamentos dessas empresas.

O investidor deve tomar muito cuidado ao ver grandes desvalorizações como essas e achar que são oportunidades de investimento pensando em uma recuperação.

Se a empresa não tiver uma boa gestão que consiga mudar esse cenário a empresa pode não se recuperar.

Outro ponto importante já destacado no ultimo vídeo, muitas vezes é impossível prever que a empresa vá passar por uma queda como essa e por esse motivo é muito importante ter uma carteira de investimentos diversificada.

Nunca esqueça que você não deve colocar todos os seus ovos em uma cesta só.

É importante salientar que nesse post, assim como no anterior eu utilizei um filtro de liquidez mínima de 1 milhão de reais em negociações diárias.

É importante destacar também que esse post não é uma recomendação de compra e nem de venda.

Recomendação de leitura: Bolsa de valores: O que é e como funciona

Ações mais baratas? O que é DESDOBRAMENTO DE AÇÔES?

TOP 5 AÇÕES QUE MAIS SE VALORIZARAM EM 2020! (Alta de mais de 200%?)

Finalmente 2020 está acabando e que ano tivemos não é mesmo?

Certamente esse ano ficará para história e em matéria de mercado financeiro não será diferente.

Para finalizar o ano eu preparei uma sequência de postagens, onde eu vou te mostrar um ranking das ações que mais se valorizaram, as ações que mais se desvalorizaram e as ações maiores pagadoras de dividendos.

Preparei também o mesmo ranking para fundos imobiliários, onde eu vou te mostrar os fundos imobiliários que mais se valorizaram, os fundos imobiliários que mais se desvalorizaram e os fundos imobiliários que mais pagaram proventos.

Para a bolsa de valores é até pouco falar que 2020 foi uma verdadeira montanha russa, a bolsa chegou a se desvalorizar mais de 50% com vários circuit breakers, inclusive com mais de um no mesmo dia.

E agora fechamos o ano no mesmo patamar em que começamos, loucura né!

Ao mesmo tempo a Selic a 2% fez com que muitos investidores viessem para a bolsa de valores em busca de maiores rentabilidades.

Se 2019 fechou com cerca de 1.6 milhões de investidores, 2020 caminha para fechar o ano com mais de 3.2 milhões.

Apesar de toda a turbulência desse ano, algumas empresas se destacaram apresentando valorizações bem expressivas.

Então sem mais delongas, vamos a 5ª empresa que mais se valorizou:

5º Lugar - MGLU3: Magazine Luiza

Uma das empresas mais queridinhas no mercado e que ano após ano vem se valorizando em um ritmo frenético.

Para você ter uma ideia, nos últimos 5 anos ela se valorizou cerca de 61.425%.

Sim é isso mesmo que você leu 61.425% em 5 anos! Se você tivesse investido a 5 anos atrás, hoje você teria cerca de 6.142.500 reais.

Lógico que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

Mas falando de 2020, esse ano a Magazine Luiza se valorizou cerca 106,75%.

Mesmo com várias lojas físicas fechadas durante boa parte do ano, a Magazine Luiza se beneficiou do forte crescimento do comércio eletrônico durante a pandemia.

Os investidores, por sua vez, apostaram forte nesse setor, fazendo tanto a Magazine Luiza quanto os seus concorrentes se valorizarem no decorrer do ano.

Inclusive eu fiz um post aqui no blog falando tudo sobre o desdobramento do Magazine Luiza: Desdobramento Magazine Luiza (MGLU3). Vale a pena? CUIDADO!

4º Lugar - WEGE3: WEG

Outra queridinha do mercado, com um portfólio de produtos imenso e sede em diversos países. A WEG apresentou uma valorização de 111,39%.

Além do forte crescimento que a empresa vem apresentando a WEG acaba se beneficiando da alta do dólar e esse ano ele subiu como nunca.

3º Lugar - TASA4: Tauros

A fabricante de armas de fogo apresentou uma valorização de 164,27%.

Apesar da Tauros não ser uma empresa exatamente lucrativa, os investidores vêm apostando nela em decorrência da política do atual presidente Jair Bolsonaro.

2º Lugar - OIBR3: Oi

Hummm… Essa empresa é polemica. A Oi que já teve no passado suas ações cotadas a 127 reais chegou esse ano a ter sua cotação a 0,44 centavos.

Não é surpresa para ninguém que ela vinha enfrentando problemas de gestão, uma dívida gigantesca e impagável e estava em recuperação judicial.

No entanto, depois de muitas idas e vindas o leilão de venda de parte da Oi finalmente saiu. E era a expectativa dessa venda que estimulava e atraia os investidores para ela.

Fazendo com que suas ações durante o ano de 2020 se valorizassem cerca de 173,26%.

Logico que dificilmente a Oi volte aos patamares dos 127 reais, mas talvez após essa venda ela possa começar a respirar novamente.

1º Lugar - ETER3: Eternit

Aposto que por essa você não esperava. A Eternit passava por um longo processo de substituição do amianto em sua produção, até que veio ao mercado informar ter lançado produtos voltados para o segmento de energia solar.

A Eternit pretende comercializar telhas de concreto fotovoltaicas o que aparentemente animou os investidores, fazendo com que suas ações se valorizassem em 2020 cerca de 267,96%.

Agora vamos as 5 BDRs que mais se valorizaram

5º Lugar - TWTR34: Twitter

Só esse ano a BDR da rede social se valorizou cerca de 104,22%.

Lembrando que além da variação do preço da ação, uma BDR também está sob efeito da variação do dólar.

4º Lugar - AMZO34: Amazon

Tendo como fundador o homem mais rico do mundo atualmente, a Amazon vem crescendo rapidamente a cada ano. Só em 2020 as suas BDRs se valorizaram cerca de 118,50%.

Inclusive a Amazon vem intensificando a sua presença aqui no Brasil, tanto em questões de logística quanto de vendas do seu e-commerce.

3º Lugar - QCOM34: Qualcomm

A fabricante de chips norte americana é uma das principais fornecedoras de processadores para tablets e smartphones do mundo.

A valorização das suas BDRs em 2020 foi de 121,98%.

2º Lugar - AAPL34: Apple

A fabricante de eletrônicos vem crescendo em ritmo acelerado a vários anos e em 2020 não foi diferente.

Suas BDRs apresentaram uma valorização de 122,20%.

Inclusive eu fiz um pots aqui no blog falando sobre as ações da Apple: NÃO COMPRE IPHONE 12! Compre ações da Apple (AAPL / AAPL34)

1º Lugar - TSLA34: Tesla

A empresa automotiva que tem como CEO, Elon Musk, vale hoje mais que a soma de todas as outras grandes fabricantes de carros do mundo.

Mesmo com baixa produção e apresentando algum lucro somente agora, a Tesla se valorizou e muito durante o ano de 2020, suas BDRs obtiveram cerca de 880,34%.

Alguns economistas acreditam que seja uma bolha, outros dizem que a empresa é o futuro do mercado, mas isso é assunto para outro post!

E esse foi o nosso ranking das ações das empresas brasileiras e BDRs que mais se valorizaram durante o conturbado ano de 2020, veja que mesmo em um ano de muito estresse para o mercado financeiro, era possível obter bons lucros escolhendo as empresas certas.

Além disso você sempre deve se lembrar de diversificar a sua carteira, aumentando as chances de alguma das suas empresas ter um crescimento acima da média do mercado e reduzindo o risco de perdas significativas.

É importante dizer que para seleção das empresas brasileiras eu usei um filtro de liquidez mínima de 1 milhão de reais em negociações diárias.

Esse filtro evita distorções como por exemplo a MMX do Eike Batista que se valorizou cerca de 572,94% por pura especulação. Nesse caso ela teria ficado em primeiro lugar, mas com uma liquidez muita baixa, não entra em nossa lista.

Lembrando também que esse post não é uma recomendação nem de compra e muito menos de venda de qualquer ação.

E caso você queira entender melhor sobre a bolsa de valores e o seu funcionamento: Bolsa de valores: O que é e como funciona

Ações mais baratas? O que é DESDOBRAMENTO DE AÇÔES?

É comum no mercado de ações se ouvir com certa frequência que uma empresa está realizando o desdobramento de suas ações ou mesmo o Split de suas ações, mas você sabe realmente o que isso quer dizer?

Muitos investidores acham que o simples fato da empresa realizar o desdobramento de suas ações faz com que as ações se valorizem, mas será que isso realmente acontece?

Para você entender de vez o que é Split ou desdobramento de ações, imagine que você tenha 100 reais e foi até o banco e trocou por 10 notas de 10 reais.

O que vale mais, 1 nota de 100 ou 10 notas de 10? Exatamente você continua tendo o mesmo valor!

Mas porque então uma empresa faz o desdobramento?

Realizando o desdobramento a empresa consegue tornar suas ações mais acessíveis, é mais fácil para o investidor que está começando, comprar uma ação a 20 reais do que uma ação a 100 reais.

Outro benefício do desdobramento é o aumento da liquidez dessa ação. Com mais ações no mercado, mais pessoas passam a negocia-las e num maior volume.

Um bom exemplo seria dizer que a empresa é como se fosse um bolo, esse bolo que estava cortado em 4 fatias, passa a estar cortado em 8 fatias, o bolo em si é o mesmo, ele continua com as suas mesmas características e valor.

No caso da empresa é a mesma situação o desdobramento não muda em nada os seus fundamentos, tudo continua igual, inclusive o seu patrimônio e valor de mercado.

Financeiramente falando a empresa não ganha nada.

Para quem já é investidor em termos financeiros nada vai mudar também, a diferença é que se o investidor tinha por exemplo 100 ações a 80 reais cada e a empresa fez um desdobramento de 1 para 4. Ele agora terá 400 ações a 20 reais cada. A soma dessas ações dará o mesmo valor de 8.000 reais.

Mas por que muitas vezes as ações sobem durante o seu desdobramento?

Porque de certa forma o desdobramento indica que a empresa está crescendo, isso acaba atraindo investidores que esperam que ela continue com esse crescimento, mas lembrando que crescimento passado não é garantia de crescimento futuro.

Outro ponto que faz as ações subirem, é que muitos investidores passam achar barato o valor dessa ação e isso gera um aumento das compras, elevando assim o preço.

Vale ressaltar que se a empresa paga dividendos e antes ela pagava 2 reais por ação, após o desdobramento ela passará a pagar 0,50 centavos por ação. Então se você comprou 1 ação após o desdobramento, para você receber o mesmo dividendo de antes, será preciso comprar na verdade 4 ações ao invés de uma.

Mas por que uma empresa faz o desdobramento se existe o mercado fracionário?

Antes de mais nada explicando o que é o mercado fracionário.

No mercado de lotes padrão, as ações são negociadas em lotes de 100, já no mercado fracionário, existe a possibilidade do investidor negociar apenas uma única ação.

Para ele acessar esse mercado basta ele acrescentar no ticker, que é o nome da ação na bolsa de valores, a letra F. Pegando de exemplo a ação do magazine luiza no mercado padrão é MGLU3 e no fracionário é MGLU3F.

O problema é que no mercado fracionário existe uma liquidez infinitamente menor que o mercado de lote padrão, significa que as vezes o investidor pode por uma ordem de compra ou de venda e ter que ficar esperando muito até que ela seja executada, ou ainda ter que pagar um prêmio por isso.

E por isso, de modo geral, de tempos em tempos as empresas preferem fazer o desdobramento de suas ações.

Então resumindo, o desdobramento não muda em nada no valor da empresa ou mesmo para quem já é investidor dela, você não ganha mais dinheiro ou perde com isso.

O desdobramento é uma consequência da evolução do valor da ação e não o fator que ele evoluir.

Historicamente existe uma tendência, que ação acabe se valorizando com isso pela maior liquidez ou mesmo pelo efeito psicológico que gera nas pessoas o que faz elas acharem que agora está barato.

Existem até estudos que analisam esse movimento, mas isso não é nenhuma garantia que ela vá se valorizar, nada impede da ação permanecer muito tempo nesse valor ou até mesmo cair.

Inclusive a OGX antes de quebrar, havia feito um desdobramento na época, isso prova que não existem garantias que o desdobramento traga mais segurança ou garantia de ganhos.

O que importa no fim das contas não é o valor da ação e sim os fundamentos da empresa.

E se você quer saber mais a respeito de bolsa de valores, veja o post que eu fiz explicando tudo a respeito Bolsa de valores: O que é e como funciona

NÃO COMPRE IPHONE 12! Compre ações da Apple (AAPL / AAPL34)

Na última semana a Apple anunciou durante o evento de lançamento o seu mais novo smartphone, o Iphone 12. O seu preço no Brasil ainda não foi revelado, mas o modelo PRO deve chegar custando por volta de 10 mil reais.

E se ao invés de comprar um Iphone 12 investíssemos esse dinheiro comprando ações da Apple qual seria o resultado?

Logicamente que o título desse artigo é uma provocação, você não precisa comprar um Iphone ou uma ação da Apple. O que eu quero que você entenda é a importância de se ter um consumo consciente e os resultados de nossas escolhas entre gastar ou investir.

Eu sei que você precisa de um telefone e a Apple não cresceria ao longo do tempo se não fosse pelas vendas dos Iphones, mas é sempre importante por na ponta do lápis se por exemplo, você tem o modelo anterior, você realmente precisa trocar pelo novo? Ele realmente vai dar tanta diferença assim ou você pode esperar mais um ano? Você precisa compra-lo logo no seu lançamento, onde o preço é mais alto geralmente ou pode aguardar mais alguns meses?

Infelizmente no Brasil, o Iphone acaba sendo considerado um item de luxo e de status. Não que isso seja culpa da Apple ou somente dela, boa parte da culpa é devida a gigantesca carga tributária de nosso país e o seu câmbio desvalorizado.

Se por um lado comprar um Iphone, pode não ser exatamente vantajoso para o seu bolso, talvez comprar as ações da Apple possa ser sim uma boa opção.

A Apple foi fundada em 1976 em Cupertino na Califórnia, seus fundadores foram Steve Wozniak, Ronald Wayne e o lendário Steve Jobs.

A trajetória da empresa teve um início marcado por muitos altos e baixos, com espirito inovador desde o seu surgimento, que por sinal foi em uma garagem, a Apple destaca-se das outras empresas de tecnologia por pensar de forma diferente, valorizando o design de seus produtos, seu ecossistema e a sua marca a ponto de criar desejo nas pessoas.

Nenhuma outra marca tem tantos fãs loucos a ponto de formarem filas intermináveis no lançamento de seus produtos. Geralmente quem compra um produto da marca, acaba adquirindo o resto da linha e não trocando de marca mais.

Mas como esse é um artigo de finanças, vamos aos números:

O valor de mercado da Apple hoje passa de 2 trilhões de dólares, sim é isso mesmo que você ouviu, 2 trilhões dólares (US$2.000.000.000.000,00). Para você ter uma ideia esse valor é maior que a soma de todas as empresas brasileiras listadas em bolsa.

Inclusive esse valor supera o Produto Interno Bruto de 170 países, incluindo o Brasil. Significa dizer que só o valor de mercado da Apple é maior que a soma de tudo que foi produzido durante um ano no Brasil.

A Apple foi a primeira empresa no mundo a chegar a marca de 1 trilhão de dólares e só não foi a primeira no mundo a chegar a marca dos 2 trilhões porque a petrolífera estatal saudita Saudi Aramco realizou o seu IPO e chegou primeiro a esse valor, mas desde então o seu valor caiu para 1.8 trilhão e a Apple reina sozinha como a única empresa no mundo valendo 2 trilhões de dólares.

A receita anual de 2019 da Apple foi cerca de 260 bilhões com um lucro bruto de aproximadamente 98 bilhões de dólares. A título de comparação, só com os foninhos de ouvido, os Airpods, a Apple obteve 12 bilhões de receita em dólares, já a receita da Ambev toda foi cerca de 10 bilhões de dólares (cotação do dólar a 5 reais).

Só de caixa a Apple possui disponível mais de 100 bilhões de dólares o que da uma tranquilidade para empresa, inclusive para possíveis aquisições de outras empresas.

Já a valorização das suas ações só esse ano, acumulam uma alta de 42%.

AAPL durante 2020

Agora se você tivesse investido nela teria tido uma alta maior ainda, por conta da alta do dólar a valorização das ações levando o câmbio em consideração foi de 120%.

AAPL34 durante 2020

Lembrando a crise que tivemos esse ano e que nem o ano e nem a crise ainda acabaram.

Dito todos esses dados, o que teria acontecido se você tivesse investido o mesmo valor do que é esperado pelo Iphone 12 PRO, cerca de 10 mil reais?

Em 1 ano você teria obtido uma valorização de 170%, ou seja, os seus 10.000,00 reais teriam se tornado 17.000,00 reais.

AAPL34 em 1 ano

Em 2 anos você teria obtido uma valorização de 227%, ou seja, seus 10.000,00 reais teriam se tornado 22.700,00 reais, ou 2 Iphones “e quem sabe um carregador, ah não para o carregador ainda falta dinheiro rsrs”.

AAPL34 em 2 anos

Em 3 anos você teria obtido uma valorização de 275%, ou seja, seus 10 mil teriam se tornado 27.500 reais.

AAPL34 em 3 anos

E um detalhe importante, eu não estou levando em consideração os dividendos recebidos nesse tempo. Sim meus amigos e minhas amigas a Apple também paga dividendos que nesse caso caem direto na conta da sua corretora.

Esses números aliados a forte marca e presença que a Apple possui no mundo todo, além de todo o seu ecossistema de produtos e o fato dela estar expandindo cada vez mais a receita com serviços como Apple TV e Apple Music. Tornam a empresa uma ótima opção de investimentos.

Mas é importante dizer, esse artigo não é uma recomendação nem de compra e muito menos de venda. A ideia é que você possa pensar que além de consumir apenas os produtos das maiores empresas do mundo, você possa se tornar sócio delas e aproveitar o rápido crescimento que essas empresas vem obtendo ao longo do tempo.

Agora como eu faço para investir nas ações da Apple?

Mesmo morando no Brasil, você pode sim investir em ações da Apple e de outras empresas americanas para isso existem 2 formas:

A primeira forma é abrir conta em uma corretora lá fora, existe a possibilidade de enviar dinheiro diretamente para uma corretora americana e por sua vez, investir através dela.

A segunda forma seria através das BDRs, que nada mais são que recibos que replicam ações de mercados estrangeiros no mercado nacional. Em outras palavras é possibilidade de você ter acesso as maiores empresas do mundo aqui na nossa bolsa de valores.

Até então somente investidores qualificados, que são aqueles com mais de 1 milhão de reais investidos, poderiam investir em BDRs. Mas a partir do dia 22 de outubro essa regra mudou e agora as BDRs estarão disponíveis para todos os investidores.

As 2 opções têm seus prós e contras e o investidor precisa saber analisar qual vale mais a pena para ele. Inclusive caso você deseje que eu faça um vídeo só sobre essas 2 formas de investimento, deixa aqui nos comentários que eu posso me aprofundar sobre o assunto.

Mas porque investir em ações de empresas estrangeiras?

A vantagem em se ter em carteira ações de empresas estrangeiras é a diversificação geográfica e de moeda. É uma forma de se proteger caso aconteça alguma coisa com o Brasil ou mesmo com o real. Dessa forma você estará acrescentando ativos negociados em dólar, o que é uma forma de proteção de carteira.

Caso você queira conferir mais a respeito das ações da Apple no mercado americano o seu ticker é AAPL e a sua respectiva BDR é AAPL34. Inclusive todas as BDRs possuem o número 34 na terminação do seu código.

Agora você não precisa sair investindo de cara em ações da Apple, Facebook, Amazon e outras, antes de mais nada é preciso ter uma boa reserva de emergência, uma carteira bem diversificada primeiramente aqui no Brasil e aí sim vale a pena você pensar em investir em empresas de fora, mas antes analise bem os fundamentos da empresa e não compre somente porque você gosta dela, o Uber por exemplo, desde o seu IPO nunca deu lucro.

Caso você queira saber mais a respeito do que é a bolsa de valores e como ela funciona confere no link abaixo:

Bolsa de valores: O que é e como funciona

E se caso você “mesmo assim” queira comprar um Iphone, confere no link abaixo o post que eu fiz falando sobre o programa do banco Itaú Iphone pra sempre:

IPHONE NOVO PARA SEMPRE! Programa do Itaú vale a pena?

Desdobramento Magazine Luiza (MGLU3). Vale a pena? CUIDADO!

O Magazine Luiza aprovou o desdobramento de suas ações em uma proporção de uma ação para quatro.

Será que agora ficou barato comprar as ações do Magazine Luiza? E isso fará com que suas ações decolem?

Para você entender de vez o que é Split ou desdobramento de ações, imagine que você tenha 100 reais e foi até o banco e trocou por 10 notas de 10 reais.

O que vale mais, 1 nota de 100 ou 10 notas de 10?

Exatamente você continua tendo o mesmo valor!

Mas por que uma empresa faz o desdobramento?

Realizando o desdobramento a empresa consegue tornar suas ações mais acessíveis, é mais fácil para o investidor que está começando, comprar uma ação a 20 reais do que uma ação a 100 reais.

Outro benefício do desdobramento é o aumento da liquidez dessa ação. Com mais ações no mercado, mais pessoas passam a negocia-las e num maior volume.

Um bom exemplo seria dizer que a empresa é como se fosse um bolo, esse bolo que estava cortado em 4 fatias, passa a estar cortado em 8 fatias, o bolo em si é o mesmo, ele continua com as suas mesmas características e valor.

No caso da empresa é a mesma situação, o desdobramento não muda em nada os seus fundamentos, tudo continua igual, inclusive o seu patrimônio e valor de mercado.

Financeiramente falando a empresa não ganha nada.

Para quem já é investidor em termos financeiros nada vai mudar também, a diferença é que se o investidor tinha por exemplo, 100 ações a 80 reais cada e a empresa fez um desdobramento de 1 para 4. Ele agora terá 400 ações a 20 reais cada. A soma dessas ações dará o mesmo valor de 8.000 reais.

Mas por que muitas vezes as ações sobem durante o seu desdobramento?

Porque de certa forma o desdobramento indica que a empresa está crescendo, isso acaba atraindo investidores que esperam que ela continue com esse crescimento, mas lembrando que crescimento passado não é garantia de crescimento futuro.

Outro ponto que faz as ações subirem, é que muitos investidores passam achar barato o valor dessa ação e isso gera um aumento das compras, elevando assim o preço.

Vale ressaltar que se a empresa paga dividendos e antes ela pagava 2 reais por ação, após o desdobramento ela passará a pagar 0,50 centavos por ação. Então se você comprou 1 ação após o desdobramento, para você receber o mesmo dividendo de antes, será preciso comprar na verdade 4 ações ao invés de uma.

Mas por que uma empresa faz o desdobramento se existe o mercado fracionário?

Antes de mais nada explicando o que é o mercado fracionário.

No mercado de lotes padrão, as ações são negociadas em lotes de 100 unidades, já no mercado fracionário, existe a possibilidade do investidor negociar apenas uma única ação.

Para ele acessar esse mercado basta ele acrescentar no ticker, que é o nome da ação na bolsa de valores, a letra F. Pegando de exemplo a ação do Magazine Luiza no mercado padrão é MGLU3 e no fracionário é MGLU3F.

O problema é que no mercado fracionário existe uma liquidez infinitamente menor que o mercado de lote padrão, significa que as vezes o investidor pode por uma ordem de compra ou de venda e ter que ficar esperando muito até que ela seja executada, ou ainda ter que pagar um prêmio por isso.

E por isso, de modo geral, de tempos em tempos as empresas preferem fazer o desdobramento de suas ações.

Então resumindo, o desdobramento não muda em nada no valor da empresa ou mesmo para quem já é investidor dela, você não ganha mais dinheiro ou perde com isso.

O desdobramento é uma consequência da evolução do valor da ação e não o fator que ele evoluir.

Historicamente existe uma tendência, que ação acabe se valorizando com o desdobramento pela maior liquidez ou mesmo pelo efeito psicológico que gera nas pessoas o que faz elas acharem que agora está barato.

Existem até estudos que analisam esse movimento, mas isso não é nenhuma garantia que ela vá realmente se valorizar, nada impede da ação permanecer muito tempo nesse valor ou até mesmo cair.

Inclusive a OGX antes de quebrar, havia feito um desdobramento na época, isso prova que não existem garantias que o desdobramento traga mais segurança ou garantia de ganhos.

O que importa no fim das contas não é o valor da ação e sim os fundamentos da empresa.

Agora falando sobre o desdobramento do Magazine Luiza em si.

Essa não é a primeira vez que a empresa faz o desdobramento de suas ações. Dessa vez o desdobramento aprovado será de uma ação para quatro.

Hoje as ações estão a um valor de 104,00 reais e após o desdobramento passarão para 26 reais.

O desdobramento acontecerá dia 14 de outubro de 2020 e as ações resultantes disso serão acrescentadas para os investidores dia 16 outubro de 2020.

A Magazine Luiza é a varejista queridinha do mercado, só nos últimos 5 anos o papel se valorizou cerva de 54.636%. Mas lembrando a valorização passada não significa valorização futura.

Magazine Luiza MGLU3

A Magazine Luiza dificilmente repetirá esse crescimento do passado, que foi em partes beneficiado por 2 fatores, o aumento das suas vendas pelo e-commerce e a implantação do seu sistema de market place.

Principalmente agora com a entrada da Amazon no Brasil, o que gerará um aumento da concorrência nesse setor, acarretando em menores margens de lucro para a empresa.

O Magazine Luiza é uma boa empresa? É sim, mas você não deve usar como fator de escolha de adquirir as suas ações ou não o fato da empresa estar fazendo o desdobramento. É necessário sempre olhar os fundamentos da empresa.

Caso você queira saber mais sobre o que é a bolsa de valores e como ela funciona, confira o post que eu fiz falando tudo sobre bolsa de valores:

Bolsa de valores: O que é e como funciona