• (42) 3025-7251
  • contato@erickluiz.com.br

Arquivo da tag Nubank

NUBANK ULTRAPASSA O BANCO DO BRASIL (BBAS3) - 4º MAIOR BANCO DA AMÉRICA LATINA

NUBANK ULTRAPASSA O BANCO DO BRASIL (BBAS3) – 4º MAIOR BANCO DA AMÉRICA LATINA

O NuBank ultrapassou o valor de mercado do Banco do Brasil se tornando o 4º maior banco em valor de mercado da América Latina.

Será que ele vai ser o maior banco da América Latina e quem sabe do mundo?

No final de janeiro o NuBank anunciou mais uma rodada de investimentos, captando mais 400 milhões de dólares. Essa é a 7ª rodada (Série G) de investimentos que a fintech realiza.

Com mais essa rodada de investimentos o valor de mercado da companhia chega a 25 bilhões de dólares, ultrapassando o Banco do Brasil para assumir a 4ª posição dos maiores bancos do Brasil e da América Latina.

Agora o NuBank está atrás somente do Banco Itaú, Bradesco e Santander.

O objetivo de mais uma rodada de investimentos é financiar a expansão do NuBank no México e na Colômbia e ampliar a disponibilidade de crédito para os clientes aqui do Brasil.

Desde a última rodada de investimentos, realizada em julho de 2019, a fintech quase triplicou a sua base de clientes, saindo da casa dos 12 milhões para atualmente cerca de 34 milhões de clientes.

Esse número dá ao NuBank o título de maior banco digital independente do mundo.

O NuBank vem se focando em expandir as suas operações na America Latina, pelo fato de seus países terem em comum: a grande burocracia, altas taxas e baixa disponibilidade de crédito.

Para você ter uma ideia, cerca de 50% da população dessa região não possui uma conta bancaria e os grandes bancos controlam cerca de 70% do mercado.

Mas você deve estar se perguntando, se o NuBank não da lucro, como ele conseguiu passar o valor de mercado de um dos maiores bancos do Brasil, com mais de 200 anos de existência, milhares de agências espalhadas pelo Brasil e uma gama gigantesca de produtos e serviços?

Então… o valuation, que nada mais é que uma avalição de quanto a empresa vale no mercado, principalmente no caso de uma startup e fintech, é com base no futuro da empresa. Os investidores avaliam o seu potencial de ganho futuro.

Sendo assim, eles esperam que o NuBank continue se expandindo rapidamente e inclusive como o NuBank não gera lucro, ele precisa realizar essas rodadas de investimento para bancar a sua expansão.

Agora o grande desafio do NuBank vai ser conseguir extrair valor dessa imensa base de clientes. Se compararmos por exemplo a carteira de crédito que é um dos produtos que mais gera receita para o banco, a carteira de crédito do NuBank chegou a 14 bilhões, já a do Banco do Brasil é de 668 bilhões de reais.

lucro nubank

Como eu já disse anteriormente o NuBank não da lucro, a expectativa é que quando ele parar de investir tanto em sua expansão isso passe a acontecer, mas ainda é difícil definir uma data para que isso aconteça.

Então se analisarmos que o NuBank conseguiu adquirir uma base considerável de clientes em muito pouco tempo e um dos fatores para que isso tenha acontecido foi o fato do banco não ter taxas, pode ser difícil oferecer serviços pagos para esses mesmos clientes.

Aos poucos o NuBank vem incluindo serviços pagos, como o programa de pontos e mais recentemente a compra da corretora Easynvest e o seu mais novo seguro de vida.

Inclusive se você ainda não conhece o seguro de vida do NuBank, eu vou deixar aqui o link do post que eu fiz falando tudo a respeito do NuBank Vida: NuBank lança seguro de vida a partir de 9 reais! NuBank Vida vale a pena?

Por outro lado, o NuBank pode se gabar de não ter clientes e sim fãs, existem grandes comunidades de usuários nas mais diversas redes sociais e a cada novo produto lançando pela fintech gera uma grande comoção nessas comunidades.

Isso logicamente é mérito da ótima interface de usuário do aplicativo do banco e do ótimo atendimento apresado por ele.

Nas mais diversas pesquisas realizadas no mercado, o NuBank se destaca por sempre apresentar ótimos resultados, seja pelo baixo número de reclamações que o banco recebe ou pelo índice de satisfação de seus clientes.

índice de satisfação de clientes de cada instituição financeira

E essa base de clientes deve continuar crescendo rapidamente, isso sem dúvida é um trunfo para qualquer empresa.

Agora o ponto que muitos investidores querem saber, quando o NuBank fará seu IPO?

Caso você não saiba o que é IPO, é o momento que a empresa abre seu capital na bolsa de valores.

Existe uma grande expectativa pelo IPO do NuBank, alguns analistas acreditam que ele possa acontecer ainda esse ano, inclusive que essa rodada de investimentos foi mais um passo rumo ao seu IPO.

Agora o que já é dado como certo, é que o IPO do NuBank deve seguir o mesmo rumo que foi o da corretora XP Investimentos e acontecer na bolsa americana Nasdaq. Então para você poder participar, possivelmente será necessário abrir conta em uma corretora lá fora para isso.

Mas lembrando, tudo isso não passa de especulação e um detalhe importante que eu não posso deixar de falar, o NuBank passou sim o valor de mercado do Banco do Brasil, mas por outro lado, como o Banco do Brasil e os outros grandes bancos tem suas ações cotadas em bolsa, quem manda no preço de suas ações é o mercado.

Tendo isso em vista, temos que lembrar que os bancos ainda não se recuperaram do tombo que tiveram no auge da crise gerada pela pandemia. O próprio Banco do Brasil (BBAS3) está mais de 30% abaixo do seu valor no início do ano de 2020.

desempenho banco do brasil bbas3 no ano de 2020

Por outro lado, se analisarmos a cotação das ações do banco Inter (BIDI11), elas obtiveram uma valorização nesse mesmo período de mais de 200%. O que pode demonstrar uma mudança do mercado, mas isso só o tempo irá nos dizer.

Agora o NuBank, pode se tornar o maior banco do Brasil?

Para isso, ele precisaria mais que dobrar o seu valor de mercado para passar o Banco Itaú, o que é bem difícil de acontecer em um curto prazo, mas com o grande fluxo de capital no mercado e uma grande expectativa pelo seu IPO, isso não é impossível de acontecer.

Já em número de clientes é bem provável que ele possa sim ultrapassar o “bancões”, mas ainda continuamos com o problema em relação ao seu lucro.

Nubank recebe autorização do BC para vender ações

Nubank compra Easynvest! E agora?

Nubank recebe autorização para vender ações

Nubank recebe autorização do BC para vender ações

Nova empresa do NuBank poderá vender ações, debêntures e commodities

A Nu Distribuidora e Títulos e Valores Mobiliários (Nu DTVM), que é o braço de investimentos do NuBank, acaba de receber autorização do Banco Central do Brasil (Bacen) para dar início a suas operações. A decisão foi publicada no dia 23 de dezembro de 2020 em Diário Oficial da União (DOU).

A sede da empresa ficará em São Paulo, no mesmo endereço ocupado pela sede do NuBank (Nu Pagamentos S.A.) e terá capital social de 2 milhões de reais. O seu controlar será o mesmo controlador e fundador do NuBank, David Vélez Osorno.

Em janeiro de 2020 o NuBank tinha dado o primeiro passo em direção ao setor de investimentos, quando criou a sua gestora e se filiou à Associação Brasileira das Entidades de Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima).

A gestora, até então controlava somente o caixa do próprio grupo NUBank, buscando uma maior eficiência.

Esse é mais um movimento realizado pelo NuBank, buscando entrar no mundo dos investimentos. Um setor que está aquecido com a entrada de novas corretoras, bancos digitais e fintechs.

Esse movimento ocorre devido sobretudo a queda da taxa básica de juros (taxa Selic), que estimulou os investidores a procurarem opções com rendimentos superiores ao da renda fixa.

Se 2019, encerrou o ano com pouco mais de 1.6 milhões de investidores pessoa física na bolsa de valores, 2020 caminha para encerrar com mais de 3.2 milhões.

E não são somente os investidores que estão correndo para a bolsa de valores, o número de empresas buscando realizar IPO (Initial Public Offering) tem aumentado de exponencialmente.

Além disso o NuBank já havia anunciado a compra da corretora Easynvest. A operação foi autorizada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica) em outubro desse ano.

Caso você queira saber mais a respeito sobre essa transação entre NuBank e Easynvest, confira o nosso post: Nubank compra Easynvest! E agora?

NuBank lança seguro de vida a partir de 9 reais! NuBank Vida vale a pena?

O NuBank acaba de lançar mais uma novidade! O NuBank Vida o seu mais novo seguro de vida.

Sim é isso mesmo que você ouviu, o NuBank está entrando agora no mercado de seguros, mas será que vale a pena?

O NuBank informou ao mercado no dia 1 de dezembro de 2020 que passa a oferecer seguro de vida em seu aplicativo. Com o nome de NuBank Vida, o seguro oferecido pela fintech tem o objetivo de ser simples, prático e acessível com valor médio inicial de 9 reais.

A seguradora responsável pelo NuBank Vida é a Chubb, fundada em 1882 e com presença em mais de 54 países e territórios.

A plataforma do Nubank Vida fará integração com o Chubb Studio, a mais nova plataforma digital global da Chubb.

Atualmente o NuBank conta com mais de 30 milhões de clientes que passarão a ter acesso a mais esse produto e poderão fazer a sua aquisição diretamente pelo aplicativo de forma simples, rápida e pratica, como já acontece com a própria conta digital. Inclusive o NuBank Vida contará com o mesmo atendimento diferenciado que o NuBank já oferece para os seus clientes.

Esse ano tem sido de largo crescimento para o NuBank, a fintech adquiriu as empresas Plataformatec e Cognitect e entrou para o mercado de investimentos com a aquisição da corretora de valores Easynvest. Inclusive eu fiz um pots aqui no blog falando sobre essa aquisição e quais os efeitos dela para o NuBank e para o mercado: Nubank compra Easynvest! E agora?

Mas voltando a falar do Nubank Vida, esse novo produto faz o NuBank entrar no setor de seguros que ainda é um setor pouco explorado aqui no Brasil, apenas 15% dos brasileiros tem seguro de vida.

Um levantamento feito pelo próprio NuBank apontou que apenas 20% dos seus clientes afirmam ter um seguro de vida ativo.

O mesmo levantamento aponta que mais de 70% dos clientes do NuBank demonstram interesse em ter acesso ao serviço de seguros de vida. E as principais reclamações dessas pessoas por ainda não terem adquirido um seguro são os custos e a falta de entendimento sobre os reais benefícios das opções existentes hoje no mercado.

Segundo David Vélez, fundador e CEO do NuBank, a ideia da novidade é de “abandonar pacotes pré-definidos e a linguagem técnica e cheia de asteriscos dos contratos convencionais de seguros, que só encarecem e dificultam o processo”. Ainda segundo ele, os clientes pagarão apenas “o que realmente valorizam e utilizam”.

O NuBank pretende desburocratizar o mercado de seguros, assim como fez com o mercado bancário, tornando a sua aquisição mais simples e de fácil entendimento. O seu gerenciamento é totalmente digital, incluído o processo de se simulação, contratação e confirmação do serviço. Todo esse processo deve levar menos de 1 minuto para ser realizado no aplicativo.

Outro diferencial do NuBank Vida é a sua maior cobertura, que cobre casos de pandemias e doenças geralmente excluídas como diabetes. Além disso engloba profissões de riscos, geralmente rejeitadas pelas seguradoras.

A cobertura básica que o NuBank oferece inclui morte natural ou acidental e assistência funerária do titular. Além disso os segurados podem adicionar serviços de proteção extra que poderão ser utilizados em vida como hospitalização ou invalidez em decorrência de acidente e assistência funeral para familiares.

A mensalidade será de acordo com o pacote que o cliente escolher e seus serviços adicionais contratados. A cobertura pode variar entre 25 a 150 mil reais. Além disso o NuBank promete que o valor do seguro não sofrerá ajustes de acordo com a idade do segurado, a promessa é que os valores não mudem nos primeiros 5 anos.

O seguro de vida é personalizável, não há pacotes pré-definidos, o cliente escolhe e paga o que prioriza e utiliza. É possível escolher até 10 beneficiários do seguro, sem a necessidade de ter vinculo biológico ou de união estável, além disso é possível definir pelo aplicativo a porcentagem que cada pessoa irá receber.

Em caso de sinistro, todo o atendimento pode ser realizado por um chat em tempo real no próprio aplicativo do NuBank. Ainda existe a promessa que dependendo do caso o pagamento seja liberado em poucas horas.

O NuBank vida será liberado gradualmente a toda base de clientes do NuBank. Então se você ficou interessado e foi olhar o seu aplicativo, mas ainda não encontrou a opção, calma que ela ainda será liberada para você.

Para os clientes que desejarem ter acesso ao produto em primeira mão, o NuBank liberou a opção de inscrição em uma lista de interesse.

Mostrando aqui na tela um exemplo de aquisição de um seguro:

*Créditos da imagem: Site oficial do NuBank

Observe que após a tela de boas-vindas o aplicativo pede para você informar a sua profissão, feito isso você pode selecionar as opções do seu pacote de seguro, beneficiários e valor total da sua cobertura.

Note que de acordo com as opções selecionadas o valor mensal muda para mais ou para menos. Ao fim ele mostra um resumo do pacote que foi montado e você pode confirmar ou não a sua aquisição.

Para fazer a simulação de um plano, será semelhante a esse processo, o cliente pode realizar quantas simulações ele quiser sem compromisso nenhum de adquirir.

Essa simulação foi disponibilizada pelo Nubank, mas se vocês tiverem interesse eu posso fazer uma mais detalhada quando a função estiver disponível na minha conta.

E vale a pena o NuBank Vida?

Como você já deve esperar a resposta é depende, tudo vai depender do seu momento de vida, seu perfil e seus objetivos.

Se você é casado e possui ou não filhos e ficou interessado, pode ser sim uma boa opção para você e vale a pena se informar mais.

Agora se você é jovem e solteiro, vale mais a pena você se focar primeiro na sua construção de patrimônio. Ou ainda se você já possui um bom colchão financeiro talvez o seguro não seja necessário, apesar que para sucessão familiar o seguro de vida tem algumas vantagens, mas isso é assunto para outro vídeo.

No Brasil o mercado de seguros é muito pouco explorado ainda e o NuBank usando a mesma estratégia que utilizou com a sua conta digital deve fomentar esse mercado e gerar um aumento da concorrência e por consequência queda nos preços para os segurados.

As vantagens de se adquirir um seguro nesse formato são:

Facilidade: o fato de ser totalmente digital e não necessitar falar com atendentes e a burocracia da papelada;

Simples: com poucos toques na tela você adquire o seu seguro;

Customizável: você monta o seu pacote e paga somente pelo o que você adicionou, diferente das seguradoras tradicionais que muitas vezes você é obrigado a adquirir opções que não deseja ou mesmo vem no pacote e você nem fica sabendo disso;

Atendimento: o atendimento diferenciado que o NuBank possui, elogiado por resolver de forma rápida e eficaz os problemas de seus usuários;

Acessível: com pacotes que podem começar a 9 reais, certamente ele torna-se acessível a maioria dos clientes do banco;

Agilidade: o NuBank promete pagamento de indenizações de forma rápida e pratica;

 

Agora tudo isso não é exatamente uma novidade, o Banco Inter e o banco Next já oferecem produtos semelhantes em suas plataformas e vale a pena fazer uma comparação entre eles antes de adquirir o seu seguro.

Certamente o NuBank, por ser o maior banco digital do mundo com seus mais de 30 milhões de clientes mudará a forma como as pessoas adquirem seguro de vida e certamente democratizará esse mercado.

Quem tem a ganhar com isso são as pessoas que desejam adquirir seguro de vida, mas até então não haviam encontrado uma solução que coubesse em seu bolso ou mesmo que fosse de fácil entendimento.

O NuBank por sua vez passa a operar em mais um setor com possibilidade de amplo crescimento, o banco digital demonstra que ainda tem muito para crescer e caminha a passos largos.

PICPAY RENDENDO 210 DO CDI! Vale a pena? É seguro?

O PicPay está oferecendo uma rentabilidade de 210% do CDI e com liquidez diária.

Será que vale realmente a pena e o mais importante, é seguro?

Antes de mais nada, se você ainda não conhece a fintech PicPay, ela é uma conta de pagamentos e não um banco. Assim como o NuBank, PagSeguro, Mercado Pago, Ame Digital, entre outros.

Pela conta de pagamentos, você pode realizar pagamentos, transferências, sacar dinheiro, ter cartões de débito e crédito, entre outros produtos. A diferença que o banco possui uma linha maior de serviços, como por exemplo, linhas de crédito especificas para aquisições de bens.

Com o advento das contas de pagamentos que de modo geral não possuem taxas de manutenção, muitos clientes dos bancos tradicionais têm migrado ou pelo menos optado por utiliza-las em paralelo.

O PicPay foi fundado em 2012 e possui atualmente mais de 30 milhões de usuários, que utilizam os seus mais diversos serviços.

Agora falando sobre o rendimento da conta, as contas de pagamento de modo geral oferecem retornos de 100% do CDI para os valores que ficam parados como saldo. Esses valores são investidos em títulos públicos e possuem liquidez diária.

Significa dizer que o seu dinheiro que fica parado na conta está investido e rendendo mais que a poupança e levemente a mais do que o tesouro Selic, com a possiblidade de você movimenta-lo na hora.

Agora o PicPay ampliou esse rendimento que antes era de 100% da CDI para 210%. Isso equivale a 3 vezes o rendimento da poupança e um pouco mais de 2 vezes o rendimento geral de uma conta de pagamento.

Inclusive se você ainda não tem o PicPay e deseja abrir uma conta, eu vou deixar aqui o meu link para download http://www.picpay.com/convite?@137JF8, por ele você ganha de volta os primeiros 10 reais gastos via cartão de crédito. Você pode abri a conta pelo link ou baixa-lo primeiro e utilizar o meu código 137JF8 no momento do cadastro.

Mas voltando aos rendimentos da conta, esse rendimento é valido para valores em conta de até 250 mil reais, acima disso, o PicPay continua pagando somente sob os 250 mil reais e o excedente ficará sem rendimento.

Isso não é exatamente um problema, pois eu nem recomendo que você deixe todo esse valor em uma conta só.

E se caso você não sabe o que é o CDI, de forma resumida CDI é um indexador que acompanha a taxa Selic, por sua vez a taxa Selic é a taxa de juros básicos da economia brasileira.

Atualmente a taxa Selic encontra-se a 2% ao ano e o CDI por sua vez está a 1,9%. Quando dizemos que um investimento rende 100% do CDI, significa dizer que ele está rendendo 1,9% ao ano.

No caso do PicPay que está pagando 210%, isso vai dar em torno de 3,99% ao ano.

Geralmente aplicações de renda fixa que rendem mais que o CDI, não possuem liquidez diária, isso significa dizer que você tem um prazo para poder sacar o seu dinheiro, esse prazo pode ser de dias, meses ou até mesmo anos. Normalmente quanto mais longo esse prazo, maior o retorno. Já no caso do PicPay a liquidez é diária, isso que me chamou mais a atenção.

Como faço para investir no PicPay?

Para investir é muito simples, assim como em outras contas de pagamento, basta que você deixe o seu dinheiro paradinho lá que ele já estará rendendo e com o benefício da liquidez imediata.

Mas investir através do PicPay é seguro?

Assim como em outras contas de pagamento, o seu dinheiro fica investido em títulos do governo e caso aconteça do PicPay ou qualquer outra conta de pagamentos falir ou quebrar, o seu dinheiro estará protegido e será devolvido para você.

Mas por que o PicPay está oferecendo essa rentabilidade tão superior ao restante do mercado?

O mercado financeiro está em larga expansão, com o aumento do número de corretoras, bancos digitais e contas de pagamentos, a concorrência desse setor está ferrenha e quem tem a ganhar com isso sãos os clientes.

Basicamente o que o PicPay quer oferecendo essa taxa, é ampliar a sua base de clientes e de quebra fortalecer a sua marca, como você pode ver estamos falando sobre ele e esse blog não é patrocinado.

Ouviu PicPay? Não é, mas poderia ser hein….

Posso colocar a minha reserva de emergência no PicPay?

Pode sim, como a liquidez é imediata e atualmente é a conta de pagamentos com maior retorno, eu falo atualmente pois com o mercado do jeito que está, amanhã pode ter outra instituição pagando ainda mais. Além disso, com a segurança do dinheiro estar aplicado em títulos públicos, o PicPay tornou-se uma ótima opção para se deixar a reserva de emergência.

Outro ponto interessante, com o início do funcionamento do PIX, isso adiciona uma vantagem para os investimentos que não necessitam de um pedido de resgate, diferente de um fundo de renda fixa onde você precisa fazer o pedido de resgate e para isso existe um horário limite, se o dinheiro está como saldo da conta você pode transferi-lo via o PIX independente do dia e horário.

Inclusive se você não sabe ainda o que é o PIX, ou ainda tem dúvidas sobre ele, eu vou deixar aqui um post que eu fiz sobre as principais perguntas e respostas sobre o PIX, confere lá! PIX: 23 Principais perguntas e respostas

Agora tem um detalhe importante e que poucas pessoas falam a respeito, essa taxa de 210% do CDI não necessariamente será para sempre. Segundo o próprio PicPay inicialmente esse rendimento é valido até o dia 31 de dezembro de 2020 e pode ou não ser estendido após essa data.

Logicamente que se depois dessa data ele voltar para 100% do CDI e tivermos outra opção pagando mais no momento, nada impede de você migrar o seu dinheiro. Agora ele pode estender por mais tempo também, isso só vamos saber no final do ano.

Então na minha opinião o PicPay está apresentando uma ótima taxa de retorno para um investimento que possui liquidez diária e a segurança dos títulos públicos.

É claro que como o seu objetivo é atrair novos clientes essa taxa elevada não deve durar para sempre, mas para o mercado como um todo, é bom, pois faz os concorrentes como NuBank correrem atrás e oferecerem taxas mais elevadas também.

Nubank compra Easynvest! E agora?

O banco digital Nubank anunciou no dia 11 de setembro de 2020 a aquisição da corretora de valores Easynvest. A transação não teve o seu valor divulgado, mas será realizada por meio de troca de ações entre as empresas e pagamento em dinheiro.

Por enquanto nada vai mudar para os clientes de ambas as empresas, as plataformas continuaram operando de forma independente.

Um grupo de trabalho será formado para planejar os próximos passos, o objetivo no futuro é integrar os serviços das duas plataformas após a aprovação da transação junto ao Banco Central e Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Esse processo pode levar até seis meses para acontecer.

Com cerca de 30 milhões de clientes o Nubank é hoje o maior banco digital do mundo, só esse ano essa já é a sua terceira aquisição, esse movimento demonstra que o banco digital está acelerando sua expansão e entrando de vez no mercado dos investimentos.

“Nos últimos sete anos, temos desafiado o status quo para criar uma nova geração de serviços na América Latina. Já libertamos 30 milhões de pessoas da complexidade do sistema financeiro por meio de serviços e produtos práticos, convenientes e totalmente focados no cliente. O nosso desejo é fazer isso também no setor de investimentos”, afirma David Vélez, fundador e CEO do Nubank.
“O mercado de investimentos no Brasil ainda é muito complexo, com produtos caros e muitas distorções. Quanto menos favorecido o cliente, piores são as opções de investimentos. Vamos solucionar isso, replicando o modelo Nubank de levar simplicidade e eficiência para as pessoas, usando tecnologia e difundindo o nosso valor de foco total no cliente. Encontramos na Easynvest um parceiro que compartilha dos mesmos valores e do propósito de democratizar o acesso aos serviços financeiros”, complementa Vélez.
“Nosso principal objetivo sempre foi promover o acesso das pessoas a investimentos, para que pudessem ter o maior rendimento de seu dinheiro. Agora com o Nubank, poderemos potencializar esse propósito e levar os serviços para ainda mais pessoas no Brasil e América Latina”, afirmou Fernando Miranda, CEO da Easynvest, em nota à imprensa.

A compra da Easynvest acontece em um momento de franca expansão do setor de investimentos no Brasil, devido sobretudo a queda da taxa básica de juros (taxa Selic), que estimulou os investidores a procurarem opções com rendimentos superiores ao da renda fixa.

O número de investidores pessoa física só esse ano aumento em cerca de 76%, chegando próximo da marca de 3 milhões. Estima-se ainda um crescimento do volume de ativos sob custódia que pode passar de 3 trilhões para mais de 5 trilhões até 2025.

Não são somente os investidores que estão entrando no mercado, mas as empresas também vêm buscando realizar IPO (Initial Public Offering) para entrar na bolsa de valores.

Fundada em 1968, a Easynvest é hoje a maior corretora independente de investimentos do brasil com cerca de 1,5 milhão de clientes e mais de 23 bilhões de reais em ativos sob custódia. Ela também tem um foco grande em ajudar a democratizar o acesso a serviços do mercado financeiro no pais. Foi esse casamento de ideias que chamou a atenção do Nubank por ela.

A aquisição da Easynvest alça o Nubank à liderança entre as plataformas digitais de investimentos. Para realiza-la o banco levantou recentemente cerca de 300 milhões de dólares em investimentos em junho desse ano.

E o que vai mudar?

O Nubank, não é só o maior banco digital do mundo, ele conseguiu algo que nenhum outro banco tem. O Nubank não possui clientes ele possui fãs, a comunidade do Nubank é muito forte, ela vibra quando sai algum acontecimento com o banco, esse tipo de coisa só se vê com o Nubank.

O Nubank é famoso por descomplicar e desburocratizar o mercado financeiro evitando a cobrança de taxas e simplificando o acesso das pessoas, ele realizando o mesmo com o mercado de investimentos, eu não tenho dúvidas que teremos um forte crescimento de pessoas vindo para a bolsa de valores e outros produtos como em fundos de investimentos.

Afinal para o cliente do Nubank ficará tudo muito simples, ele vai poder investir pela mesma plataforma do banco, ou seja, a conta bancária e os investimentos vão estar todos juntos em uma mesma plataforma.

É importante dizer que alguns concorrentes do Nubank já possuem conta digital e investimentos juntos, como por exemplo o Banco Inter, mas com o número de clientes que o Nubank possui eu vejo um potencial enorme para o futuro do mercado financeiro.

Outro diferencial que o Nubank possui é o atendimento, além dele ser facilitado através do chat, um mesmo atendente consegue resolver o seu problema em diversos setores, não fica aquele empurra empurra entre atendentes, o que gera um ambiente amigável entre o banco e seus clientes.

Com mais essa aquisição, quem tem a ganhar sãos os clientes tanto da Easynvest quanto do Nubank, ainda vai levar um certo tempo para vermos as mudanças de fato acontecerem, mas o futuro do resultado dessa aquisição é bastante promissor.

Para o banco o futuro também é muito promissor, ele conseguirá ampliar sua receita com a oferta de novos produtos, consolidará ainjda mais a sua base de clientes acrescida dos novos que virão da base da Easynvest e aumentará a recorrência de uso dos serviços financeiros além de poder oferecer para os seus 30 milhões de clientes uma forma simples, rápida e fácil de investir.

E se caso você queira saber mais sobre o que é bolsa de valores e como ela funciona confere o post que eu fiz falando tudo sobre a bolsa de valores:

Bolsa de valores: O que é e como funciona

Ou ainda falando sobre corretoras de valores, vou deixar também o post que eu fiz falando sobre o corte de taxas da Rico e da XP Investimentos.

Rico ZERA taxa de corretagem e XP Reduz em 75%